Loading...
HARDNEWS

A triste história das meninas afegãs

Parece que o mundo fica cada dia mais violento, principalmente se você é mulher.

O Brasil está longe de ser um paraíso, com índices alarmantes de agressão doméstica e violência sexual, mas quem lidera a triste lista do pior lugar para alguém do sexo feminino viver é o Afeganistão, segundo pesquisa realizada pela Thomson Reuters Foundation.

Então como nascer e crescer perto de tanta agressividade? Em uma matéria impressionante, feita pelo jornal inglês The Gardian, um jornalista mostra a vida das “bacha posh”, meninas que são criadas como meninos até a puberdade.

woman-60639_640

 

Isso é socialmente aceito nesse país, ainda mais se a família da “bacha posh” só tiver filhas, o que não é muito bom em um local onde o sexo masculino é tão valorizado. Parece bizarro e é! Imagina viver como homem por vários anos e na adolescência ser obrigada a ser mulher, usar burca, pensar em casamento e todas as outras milhares de coisas que essa criança nunca viveu.

Muitas delas não querem “voltar ao sexo feminino”, pois sentiram o gosto da liberdade: estudar, praticar esporte, falar alto e correr pelas ruas do bairro, mas infelizmente não existe essa opção.

Está aí a grande importância de um Estado laico, onde as leis se baseiam em direitos humanos e não preceitos religiosos. Até quando nós, mulheres, vamos sofrer tanto ao redor do globo – inclusive aqui?

Os piores países para ser mulher:

1 – Afeganistão
2 – Congo
3 – Paquistão
4 – Índia

Foto: Pixabay.

%d blogueiros gostam disto: