Extensão de cílios: quanto maior, melhor?

O Instagram é uma ferramenta social que tem uma curiosa tendência: a de maximizar comportamentos relacionados ao mundo da beleza.

O batom matte já teve seu boom por ali, assim como o contorno facial; encabeçado pela família Kardashian.

Atualmente, as sensações são maquiagens muito iluminadas, inclusive abusando de brilho na ponta do nariz – o que causa uma grande divisão entre os que amam e os que acham horrível – e os cílios muito longos e curvados.

Essa última opção, conhecida como extensão de cílios, pode ser feita em salões de beleza e clínicas de estética, mas requer muitos cuidados e está envolta em polêmicas:

giovanna ewbank extensão de cílios fio a fio

Giovanna Ewbank é uma das famosas que entraram na onda da extensão de cílios

  • Quem opta pelo alongamento precisa mudar alguns hábitos de beleza: “Máscaras de cílios à prova d’água devem ser excluídas do nécessaire, pois seu uso frequente diminui a durabilidade das extensões. O delineador pode ser usado normalmente, desde que seja retirado com água micelar no lugar do demaquilante bifásico,”alerta Carina Arruda, especialista da MyLash.
  • Se você tem sensibilidade, redobre o cuidado e exija teste de tolerância com a cola que fixa os cílios postiços. E mais: verifique se o profissional está capacitado para fazer a técnica e aplica as extensões no pelo e não na pele.
  • Outro cuidado é com o tamanho do aplique. Se for muito exagerado, arder ou causar qualquer desconforto é sinal que ele foi aplicado de forma equivocada, podendo enfraquecer e até arrancar seus cílios naturais.
isis valverde extensão de cílios - prós e contras

Isis Valverde e suas extensões

  • Quem usa lente pode sentir mais dificuldade em manter as extensões, já que os olhos ficam mais lubrificados por causa do soro e colírio.
  • Carina Arruda também alerta que é mito retirar em casa os fios que estão soltando: “O ideal é deixar os fios falsos caírem conforme os fios naturais forem crescendo. Puxar os fios do alongamento pode fazer com que os naturais também caiam.”
  • É necessário fazer uma pausa de, no mínimo, 30 dias entre os alongamentos, para que os fios naturais ganhem força e aumentem de volume, já que eles se renovam periodicamente, segundo especialistas da área estética.
  • Para quem gosta de embasamento científico, a notícia acadêmica não é lá muito animadora: um estudo japonês sobre a técnica mostrou um aumento nos índices de problemas oftalmológicos em mulheres que usaram tais extensões de cílios (de 21 – 52 anos), como ceratoconjuntivite e blefarite alérgica, intimamente ligadas ao tipo de cola para aplicação (algumas  com formol e chumbo).
  • O procedimento não é indicado para pessoas passando por quimioterapia, com alopecia ou pele sensível e em menores de 18 anos.

Fotos: Divulgação MyLash.