Bottega Veneta e Versace Outono/Inverno 2017

Ombros e cintura definidos: essa é a alma da coleção outono/inverno 2017 da Bottega Veneta na semana de moda de Milão.

E por essa linha de estilo foram desfiladas peças de alfaiataria de abotoamento duplo, jaquetas dupla face, looks em couro brilhante ou matte e vestidos de lamê franzidos na cintura.

semana-de-moda-milao-bottega-veneta-1

“Esta é uma silhueta que parece ter sido desenhada a partir de uma linha precisa, na altura dos ombros, como se pudéssemos ver a marca do lápis em um esboço”, revela Tomas Maier, Diretor Criativo.

semana-moda-milao-bottega-veneta-2-capa-laranja-marrom-mostarda semana de moda milão bottega veneta 306061_682816_bv_fw17_unret_look_57_w

Ainda representando a moda italiana, a Versace mostrou sua coleção em meio ao “diz que me diz” que essa seria a última coleção de Donatella como a poderosa chefona da marca, já que rumores diziam que Ricardo Tisci assumiria o posto após sua saída da Givenchy.

Aparentemente, tudo não passa de uma grande fofoca de corredor, já que a loira italiana mostrou seu lado mais forte – e até político – explicando que roupa pode ser sinal de força e comunicação entre e para mulheres.

Sim, as vezes o mundo da moda flerta com o real, algo fora do circuito entre passarelas e primeira fila, e isso é importante não apenas pelo marketing da coisa toda, mas para posicionar que essa indústria tão poderosa e de consumo também pensa fora da caixa:

Versace_Women_FW17 (1) Versace_Women_FW17 (11) Versace_Women_FW17 (13) Versace_Women_FW17 (15) Versace_Women_FW17 (16) Versace_Women_FW17 (18)

Mas ainda falta um longo caminho para que moda e beleza passem para o lado do empoderamento feminino, já que ainda fazem o papel do opressor em 90% dos casos.

Fotos: Divulgação.