Cultura da violência: não!

Bateu ciúme do namorado/namorada?
O sangue esquenta e é normal pensar em atacar a pessoa que foi falar com o/a amado (a) e esquecer que dá para resolver a situação de uma forma mais calma, para não dizer civilizada.

Foi aí que encontrei na ótima página “Já falou para o seu menino hoje?” um infográfico ótimo:

Clique na imagem para ver a original (e maior)

Isso não é ser fraca, não é ser tonta, mas é tentar resolver as coisas da melhor maneira possível.

Claro que as vezes vamos falhar, mas pense que a violência não vai adiantar de nada, principalmente se você jogar a culpa apenas em cima de uma pessoa.

Pare, pense, respire!

Aqui no site não vamos bater palma para mulheres brigando com outras mulheres.
#sororidade

Sobre o “Já falou para o seu menino hoje?”:
É um movimento que surgiu das aulas de Empoderamento Infanto-Juvenil, do projeto Escola de Ser (www.escoladeser.org.br), com um olhar para o cuidado com a educação dos meninos, que precisam empoderar-se da sua capacidade de empatia, sensibilidade, de dar e receber carinho e de respeitar os direitos humanos, numa perspectiva de equidade de oportunidades e vivências entre meninas e meninos, projeto premiado pela Unicef, Abrinq e Save the Children.

Foto: Facebook.